Le contenu de cette page nécessite une version plus récente d’Adobe Flash Player.

Obtenir le lecteur Adobe Flash




Ce samedi 29 avril

Les 10 ans - Monitor Equilibrio

Ce samedi 29 avril, GRANDE RODA au COSEC de Pacy sur Eure dès 17h ! L’association fête les 10 ans de Capoeira au sein de notre groupe, du Monitor Equilibrio.

Venez nombreux malgré ce long week-end, célébrer l’événement avec nous.

INFO : Le cours enfant de 16h est déplacé à 17h afin qu’ils puissent participer à la roda.

N’hésitez pas à nous contacter pour plus d’information



En savoir plus


FICHE ADHERENT SAISON 2016/ 2017

Flyers spectacle Capoeira et samba

Flyers samba

Flyers Capoeira

Plaquette sandrella bahia show



Chant de H à P


H

Olha pega a beriba e começa a tocar
Pandeiro, atabaque não pode faltar
No jogo ligeiro que lá na Bahia
Aprendi a jogar
Meia-lua, rasteira, martelo e pisão
Solta a mandiga conforme a razão
Na reza cantada pede proteção (bis)
E hoje tem capoeira (coro)
No toque da viola entr na roda
E comça a jogar
O meu mestre foi Bimba
Negro mandigueiro com quem esta arte
Aprendi a jogar
Já joguei na ribeira
No pé da ladeira na beira do mar
Pula daqui, joga pra lá
Discípulo de bimba
Chegou pra jogar
E hoje tem capoeira (coro)
No toque da viola entr na roda
E comça a jogar

I

Iaia ioio
Quando o meu mestre se foi
Toda a Bahia chorou
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio (coro)
Oi menino comigo aprendeu (2x)
Aprendeu jogar capoeira aprendeu
Quem me ensinou já morreu (2x)
O seu nome esta gravado
Na terra onde ele nasceu
Salve o mestre Bimba
A Bahia de Maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio (coro)
Mandingueiro
Venho de Malé Bolência
Era ligeiro o meu mestre
Que jogava conforme a cadência
No bater do berimbau
Salve o mestre Bimba
Criador da regional
Salve o mestre Bimba
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio (coro)
Aprendeu meia-lua aprendeu
Oi martelo, rabo-de-arraia
Jogava no pé da ladeira
Muitas vezes na beira da praia
Salve São Salvador
A Bahia de Maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio (coro)

J

Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito é Capoeira de Angola
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito é prá Nossa Senhora
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo prá Deus e prá Nossa Señora
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito quero ver agora
Jogo de dentro, jogo de fora
Que jogo bonito é o jogo de Angola
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito berimbau e viola

L

Ô lê lê
LALAêLA
Ô lê lê
LALAêLA
Ôh la la ê, la la ê la
Ôh la la ê, la la ê la
Ô lê lê
LALAêLA
Ô lê lê
LALAêLA
Ô lê lê
LALAêLA

Olha a lei do cão lê lê, olha a lei da pimenta
Olha a lei do cão lê lê, olha a lei da pimenta
Olha o sangue o chicote
negro tá no tronco
e não pede clemência lê lê
Olha a lei do cão lê lê, olha a lei da pimenta
Oi eu vou te falar
Vou tomar a repetir
Capoeira que é bamba
Escorrega mas desce
sem cair lê lê
Olha a lei do cão lê lê, olha a lei da pimenta
Capoeira menino
É luta de valente
Num ritmo danado
Num pique arrematado
Que mexe com a gente lê lê
Olha a lei do cão lê lê, olha a lei da pimenta

Lembra ê lembra
Lembra do barro vermelho
Lembra ê lembra
Lembra do barro vérmelo
Lembra ê lembra
Ai ai ai lembra do barro vérmelo
Lembra ê lembra
Ai ai ai lembra do vermelho barro
Lembra ê lembra
Lembra do barro que é bom
Lembra ê lembra
Lembra do barro mayor

Ligeiro, oi ligeiro
Coro : Paranà
Waguinho é ligeiro
Coro : Paranà
Oi ligeiro, oi ligeiro
Coro : Paranà
A Leti è ligeira,
Coro : Paranà
Oi ligeiro, oi ligeiro
Coro : Paranà
O mico ligeiro
Coro : Paranà
Oi ligeiro, oi ligeiro
Coro : Paranà
Eu tambem sou ligeiro
Coro : Paranà

Luanda é meu povo
E Luanda ê Parà
Tereza samba deitada
Oi Marina samba de pè
E là no cais da Bahia
Na roda de Capoeira
Não tem lelê não tem nada
não tem lelê nem làlà
Oi não tem lelê nem làlà
O laê laê là
Coro : O lê lê
O laê laê là
Coro : O lê lê
O laê laê là
Coro : O lê lê

M

Maculelé, maracatu

Quando o meu filho nascer
Vou perguntar a parteira
O que é que meu filho vai ser
O meu filho vai ser Capoeira

Capoeira capú
Maculelê Maracatú
Mas não é Karatê, não é Kung-Fu
Maculelê Maracatú
Eu fui prá Bahia comer caruru
Maculelê Maracatú
E só encontrei um punhado de angu
Maculelê Maracatú
Eu fui comer caruru e não comer angu
Maculelê Maracatú

Eu não sou daqui
Marinheiro só*
Eu não tenho amor
Marinheiro só*
Eu sou da Bahia
Marinheiro só*
De São Salvador
Marinheiro só*
Lá vem lá vem
Marinheiro só*
O la vem amor
Marinheiro só*
Todo de branco
Marinheiro só*
Com seu bonezinho
Marinheiro só*
E chora chora marinheiro
Marinheiro só*
O quem te ensinou a nadar
Marinheiro só*
E foi o tombo do navio
Marinheiro só*
O foi o balanço do mar
Marinheiro só*

MARÈ MARÈ
Marè da beira mar
Coro : Marè ...
Marè da beira rio
Coro : Marè ...
Mare da beira do mangue
Coro : Marè ...
Mare da beira do lago
Coro : Marè ...

Oi me leva morena, me leva
Me leva pró seu bangalô
Leva, morena, me leva
Que sou Capoeira de São Salvador
Oi me leva morena, me leva
Me leva pró seu bangalô
Oi me leva morena me leva
Que sou Capoeira, já disse que sou
Oi me leva morena, me leva
Me leva pró seu bangalô
Oi me leva morena me leva
Que hoje faz frio, amanhã faz calor
Oi me leva morena, me leva
Me leva pró seu bangalô

Quando eu chego no Mercado Modelo, Modelo
Certo dia num amanhecer (2x)
Havia muita gente me esperando
E perguntando
Ô negão o que vai ser (2x)
Eu respondo
Eu sou capoeira e maculelê
Eu sou capoeira e maculelê, la lauê
La la la la lauê (Coro)
Berimbau é meu amigo
Gosto de você, la la lauê
La la la la lauê (Coro)
Jogando com o negão
Dou rasteira pra valer
La la la la lauê (Coro)
Caiu no chão perguntando
O que vai ser, la la lauê
La la la la lauê (Coro)

Meu berimbau você è fenomenal
Berimbau, instrumento que tem corda
Toca a paz, toca a guerra
E tambem chulas de amor
Entro na roda logo vou te carinhando
Com a baqueta e com a ruela
Minha chula eu vou cantando
Coro : Meu berimbau você è fenomenal

não me chama de moleque
Ô não me chama de moleque, colega velho
Que moleque não sou eu
Olha quem me chamou de moleque
Foi besouro preto, besouro morreu
Olha é tu que é moleque
Moleque é tu (Coro)
O Juca de amaralina
Moleque é tu (Coro)
E vocé e moleque
Moleque é tu (Coro)

N

Ô menino chorou
Nhem nhem nhem
Ô chora menino
Nhem nhem nhem
É menino chorão
Nhem nhem nhem
Cale a boca menino
Nhem nhem nhem
É menino danado
Nhem nhem nhem
É porque está chorando
Nhem nhem nhem
E o leite acabou
Nhem nhem nhem
O menino chorou
Nhem nhem nhem
Chorou que mamã
Nhem nhem nhem
Oi menino malvado
Nhem nhem nhem

O menino é bom
Coro : Bate palma pra ele
É bom é bom
Coro : Bate palma pra ele
O menino é bom
Coro : Bate palma pra ele
É bom é bom
Coro : Bate palma pra ele
Onde vai caimão
Caimão caimão
Onde vai caimão
Vai prá Ilha de Maré
Onde vai caimão
Vou jogar a Capoeira
Onde vai caimão
Lagoa do Abaeté
Onde vai caimão Caimão caimão

P

Vou dizer minha mulher, Paraná
Capoeira me venceu, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Ela então bateu (me surrou) pé firme, Paraná
Isso nunca aconteceu, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Paraná, Paranaê, Paraná
Paraná, Paranaguá, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Minha mãe se chama Maria, Paraná
Lavadeira de Majé, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
No meio de tanta Maria, Paraná
Minha mãe, não sei quem é, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Minha mãe está me chamando, Paraná
Vê que vida de moleque, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Quem tem roupa vai na missa, Paraná
Quem não tem faz como eu, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Eu nasci, foi na pobreza, Paraná
Na pobreza eu morrerei, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Eu aqui não sou querido, Paraná
Mas na minha terra eu sou, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Quem não pode com mandinga
Não carrega patuá, Paraná
Paranaê, Paranaê, Paraná
Quem não pode com Besouro
Não assanha mangangá, Paraná

Pau rolou, caiu
Lá por cima da mata
E ninguém viu
Pau rolou, caiu
E ninguém viu
Ninguém viu
Pau rolou, caiu
Lá por cima da mata
E ninguém viu
PISA, CABOCLO
quero ver voce pisar
Pisa la que eu piso ca
quero ver voce pisar
Pisa, caboclo
quero ver voce pisar
Na batida do meu samba
quero ver voce dancar
Pisa, caboclo
quero ver voce pisar
Pisa la que ue piso ca
quero cer quem vai pular
Pisa, caboclo
quero ver voce pisar
Na batida do meu gunga
quero ver voce pular
Pisa, caboclo
quero ver voce pisar

Pomba voou, pomba voou
Pomba voou, gavião pegou
Pomba voou, pomba voou
Gavião era esperto e a pomba voou
Pomba voou, pomba voou
Oi a pomba voou, voou, búho

Quando eu entro você entra
Coro : Era meu mano, era eu
Quando eu sair, você sai
Coro : Era meu ...